IMOBILIZAÇÃO DE ZYMOMONAS MOBILIS EM CASCA DE ABACAXI E LARANJA VISANDO A PRODUÇÃO DE LEVANA

Vidiany Aparecida Queiroz Santos, Bruna Caroline Silva Lima, Crispin Humberto Garcia Cruz

Resumo


A imobilização de microrganismos apresenta inúmeras vantagens em relação aos processos fermentativos convencionais e sua eficiência está diretamente relacionada ao suporte de imobilização utilizado, que deve ser atóxico, de baixo custo e apresentar ampla área para adesão microbiana. Considerando as vantagens oferecidas pela imobilização, e a abundância de resíduos agroindustriais no Brasil, o objetivo deste trabalho foi avaliar a eficiência da imobilização de Z. mobilis em casca de abacaxi e laranja visando a produção de levana, bem como avaliar a capacidade de reutilização do suporte. Para a imobilização, as cascas foram secas a 70-80 ºC/24 h, trituradas e esterilizadas. Em seguida, os frascos contendo as cascas foram inoculados com a bactéria Z. mobilis e adicionados ao meio de imobilização. Estes frascos foram incubados a 150 rpm e 30 ºC/24 h. Posteriormente, as cascas foram lavadas e adicionadas em frascos contendo diferentes concentrações de sacarose e o meio de fermentação. A biomassa imobilizada foi determinada por espectrofotometria e a produção de levana foi avaliada após hidrólise ácida em unidades de frutose. As melhores condições para a produção de levana obtidas em ambos os suportes foram utilizadas para fermentações com reaproveitamento do sistema imobilizado durante 10 ciclos de 24h. Em relação à eficiência de imobilização, a casca de abacaxi apresentou 7,72 g.L-1 de massa celular seca, enquanto que para a casca de laranja este resultado foi de 4,21 g.L-1. Para a produção de levana, os maiores valores foram obtidos utilizando casca de laranja como suporte, com 25,91 e 16,75 g.L-1, e para casca de abacaxi a produção foi de 6,31 g.L-1 e 8,64 g.L-1. Nos experimentos com reaproveitamento do suporte, um aumento na produção de levana foi observado a partir do 6° ciclo, com máxima produção de 86,17 g.L-1 no 10° ciclo para casca de laranja. A casca de abacaxi não foi eficiente para manter o microrganismo viável durante os ciclos de fermentação do suporte.

Palavras-chave


Adsorção; Polissacarídeo Microbiano; Resíduos; Cascas de Frutas

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.14295/holos.v16i1.10024

Creative Commons License
HOLOS ENVIRONMENT, Rio Claro, SP, Brasil - - - eISSN (eletrônico): 1519-8634 - - - está licenciada sob Licença Creative Commons

> > > > >
 




Filiado ao Portal de Periódicos CAPES



Filiada à Associação Brasileira de Editores Científicos a partir de 2010

 

Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia