APLICAÇÃO DE REATORES ANAERÓBIOS OPERADOS EM BATELADAS SEQUENCIAIS COM FILME FIXO NO TRATAMENTO DE ÁGUA RESIDUARIA INDUSTRIAL RICA EM SULFATO

Arnaldo Sarti, Eugenio Foresti

Resumo


Este trabalho apresenta e discute o potencial de uso de reatores anaeróbios operados em bateladas seqüenciais com biomassa imobilizada (ASBBR), em escala piloto, no tratamento de água residuária industrial contendo elevadas concentrações de sulfato. No ASBBR, com volume total de 1,2 m3, preenchido com carvão mineral (meio suporte) foram aplicadas cargas de sulfato de 0,15 a 1,90 kg/ciclo com duração de ciclo de 48 h, correspondendo, respectivamente, às concentrações de sulfato no afluente de 0,25 a 3,0 g.L-1. O esgoto sanitário e etanol foram usados como doadores de elétrons para a redução do sulfato. As eficiências médias na redução de sulfato ficaram entre 88 e 92% nos 92 ciclos operacionais. Como pós-tratamento dos efluentes gerados pela redução de sulfato empregou-se outro reator ASBBR com volume total de 385 L e semelhante meio suporte para imobilização da biomassa. A remoção média de DQO (valor médio afluente: 1450 mg.L-1) foi de 88%, enquanto as concentrações de sulfetos totais (H2S, HS−, S2−) mantiveram-se entre a faixa de 41 e 71 mg.L-1 nos 35 ciclos operacionais de 48 h. Os resultados obtidos permitiram concluir que o uso de reatores ASBBR constitui-se em potencial alternativa tanto para a remoção de sulfatos, como no pós-tratamento dos efluentes gerados.

Palavras-chave


Sulfato; Sulfeto; Tratamento Anaeróbio; Carvão Mineral

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.14295/holos.v9i1.1096

Creative Commons License
HOLOS ENVIRONMENT, Rio Claro, SP, Brasil - - - eISSN (eletrônico): 1519-8634 - - - está licenciada sob Licença Creative Commons

> > > > >
 




Filiado ao Portal de Periódicos CAPES



Filiada à Associação Brasileira de Editores Científicos a partir de 2010

 

Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia