HISTÓRICO DA PRESENÇA DE METAIS PESADOS (Hg, Cu, Mn, Cr e Ni) NA LAGOA RIO DAS PEDRAS, BACIA DO RIO MOJI-GUAÇU -SP, BRASIL

Glauco Arnold Tavares, José Roberto Ferreira, Claudinéia Raquel de Oliveira

Resumo


A presença de metais pesados em perfil de sedimento coletado na Lagoa Rio das Pedras, localizada na planície de inundação do rio Moji-Guaçu, São Paulo, foi investigada. Amostras estratificadas a cada 1 cm foram peneiradas a 63 m m e digeridas através de ataque ácido (HNO3 + HF + HClO4) em bombas de PTFE. Os extratos obtidos foram analisados quanto aos teores de Al, Cu, Mn, Cr e Ni por espectrometria de emissão de plasma (ICP-AES). Para Hg, empregou-se a pirólise direta da amostra e detecção por
AFS. Utilizando-se Al como elemento normalizador, observou-se enriquecimento nos teores de metais pesados para anos recentes, exceto para Mn. As concentrações médias de
Cu (0,12 mg g-1) e Mn (1,12 mg g-1) para amostras de sedimentos foram elevadas, em comparação às verificadas em ambientes não poluídos. A explicação para essa
contaminação pode estar relacionada à atividade agrícola (cultivo de cana-de-açúcar) nas proximidades dessa lagoa, ou ao transporte desses metais nos períodos de inundação. Os
teores de Hg, Cr e Ni foram semelhantes àqueles verificados em áreas não contaminadas. A cronologia de deposição, determinada através da datação com 210Pb, indicou que o
perfil de 25 cm de profundidade representa cerca de 135 anos de história da deposição de material em suspensão nessa lagoa.

Palavras-chave


Sedimentos. Metais pesados. Lagoa marginal. Rio Moji-Guaçu.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.14295/holos.v3i2.1130

Creative Commons License
HOLOS ENVIRONMENT, Rio Claro, SP, Brasil - - - eISSN (eletrônico): 1519-8634 - - - está licenciada sob Licença Creative Commons

> > > > >
 




Filiado ao Portal de Periódicos CAPES



Filiada à Associação Brasileira de Editores Científicos a partir de 2010

 

Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia