Caracterização das propriedades físicas de aerossóis atmosféricos em regiões afetadas por queima de bioamassa no Brasil

Lucas Douglas Rothmund, Rafael da Silva Palácios, João Basso Marques, Lúcio Gonçalves Barbosa Oliveira, Thiago Rangel Rodrigues, leone Francisco Amorim Curado, José de Souza Nogueira

Resumo


Este estudo teve como objetivo caracterizar as propriedades físicas dos aerossóis no norte e centro-oeste do Brasil. Estas regiões são fortemente impactadas pela sazonalidade das propriedades físicas e químicas dos aerossóis, devido principalmente aos altos níveis de queima de biomassa durante a estação seca. A análise foi realizada em quatro sites da rede AERONET, dois no bioma amazônico e dois na savana (conhecida localmente como cerrado) para verificar a possível diferença entre as propriedades dos aerossóis da queima de floresta e pastagem no cerrado brasileiro. Foram utilizados dados de nível 1.5 de janeiro de 2000 a julho de 2015. Houve variação sazonal da profundidade ótica de aerossóis na faixa de 675 nm (AOD 675 nm) em todos os locais estudados, com os picos alcançados na estação seca devido à grande contribuição de partículas provenientes da queima de biomassa. Os valores de albedo de espalhamento simples na faixa de 675 nm (SSA 675 nm) mostraram pouca variação, mesmo da mudança da estação chuvosa para seca. Observou-se que os valores de SSA para as regiões localizadas no bioma do cerrado foram ligeiramente menores do que os valores obtidos para os demais sites localizados no bioma amazônico. As contribuições de partículas provenientes da queima de biomassa durante a estação seca sobre a região amazônica aumentam substancialmente as propriedades da dispersão da radiação na atmosfera. Sobre Cuiabá e Campo Grande (cerrado) observou-se que na estação chuvosa há predominância de emissões urbanas e poeira do solo e na estação seca partículas de queima de biomassa. No entanto, para a estação seca verificou-se que o material particulado nessas regiões é mais absorvedor que os aerossóis presentes nas regiões do bioma amazônico.

Palavras-chave


Profundidade ótica do aerossol. Albedo de espalhamento simples. Matrix de Angstrom.

Texto completo:

PDF (English)


DOI: http://dx.doi.org/10.14295/holos.v18i1.12248

Creative Commons License
HOLOS ENVIRONMENT, Rio Claro, SP, Brasil - - - eISSN (eletrônico): 1519-8634 - - - está licenciada sob Licença Creative Commons

> > > > >
 




Filiado ao Portal de Periódicos CAPES



Filiada à Associação Brasileira de Editores Científicos a partir de 2010

 

Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia