A qualidade de vida em unidades rurais planejadas pela permacultura avaliada com base no MESMIS

Leila Lessandra Paiter, Leticia dos Santos, Marcelo Venturi, Arthur Schmidt Nanni

Resumo


Este artigo apresenta um estudo de caso realizado pelo Projeto Terra Permanente, que teve como objetivo avaliar se houve melhoria na qualidade de vida de agricultores/as da grande Florianópolis a partir da adoção dos princípios da permacultura como forma de manejo em suas unidades familiares de produção (UFP). Para avaliar a qualidade de vida antes, durante e após o curso de planejamento em permacultura (PDC, do inglês Permaculture Design Course), foram acompanhadas quatro UFP ao longo de dois anos. Foi utilizada como referência metodológica o "Marco para a Avaliação de Sistemas de Manejo Incorporando Indicadores de Sustentabilidade” – MESMIS - com adaptações necessárias às éticas e princípios da permacultura gerando uma metodologia personalizada aqui proposta como “MESMIS permacultural”. Os resultados obtidos indicam que além de melhorias na qualidade de vida dos integrantes das UFP, a metodologia “MESMIS permacultural” apresenta potencial para ser aplicada em outras pesquisas cujo enfoque precise abordar os princípios da permacultura.


Palavras-chave


Permacultura. Qualidade de vida. MESMIS. Sustentabilidade.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.14295/holos.v18i2.12268

Creative Commons License
HOLOS ENVIRONMENT, Rio Claro, SP, Brasil - - - eISSN (eletrônico): 1519-8634 - - - está licenciada sob Licença Creative Commons

> > > > >
 




Filiado ao Portal de Periódicos CAPES



Filiada à Associação Brasileira de Editores Científicos a partir de 2010

 

Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia