Estudo da capacidade de remoção de azul de metileno pela biomassa da casca do limão taiti (Citus Latifolia)

Djeson Mateus Alves da Costa, José Jackson Soares de Melo

Resumo


Foi realizado um estudo para verificar o pH em que a carga na superfície dos resíduos da casca do limão taiti era nula (pHPCZ) e a capacidade de adsorção de azul de metileno, existente em sistemas aquosos artificiais, por essa biomassa, lavada com água destilada e modificada quimicamente com NaOH 0,10 M. Os ensaios foram realizados em triplicata, utilizando sistema em batelada e as determinações dos teores do azul de metileno, adsorvido pelas fibras, por espectrofotometria em UV-Vis. Os pontos de carga zero (pHPCZ) das duas biomassas não diferiram estatisticamente, apresentando valor médio igual a 5,72. A taxa de adsorção máxima foi igual a 99,58% (49,691 mg/g) na biomassa modificada, 17,79% superior que na biomassa lavada. A adsorção do azul de metileno, pelas fibras estudadas, ajustou-se ao modelo da isoterma de Freundlich.


Palavras-chave


Adsorção. Limão taiti. Ponto de Carga Zero. Isoterma.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.14295/holos.v18i2.12285

Creative Commons License
HOLOS ENVIRONMENT, Rio Claro, SP, Brasil - - - eISSN (eletrônico): 1519-8634 - - - está licenciada sob Licença Creative Commons

> > > > >
 




Filiado ao Portal de Periódicos CAPES



Filiada à Associação Brasileira de Editores Científicos a partir de 2010

 

Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia