Aproveitamento do rejeito de lavra de ardósia para a produção de carga mineral

Filipe Mattos Gonçalves, João Walter Meneses Torres, Aline da Luz Pascoal, Telma Ellen Drumond Ferreira, Eugênio Eustáquio Ferreira, Júnia Soares Alexandrino

Resumo


A exploração da ardósia gera uma grande quantidade de resíduos, principalmente nas suas fases de extração e de beneficiamento, dando origem a passivos ambientais. No intuito de minimizar esse impacto, este trabalho teve como objetivo aproveitar o rejeito de ardósia para produzir cargas minerais, que são amplamente utilizadas na fabricação de materiais compósitos. Com este propósito, o resíduo de ardósia foi coletado da pilha de rejeito de uma mineradora próxima a cidade de Pompéu/MG, sendo caracterizado tecnologicamente e também por processos de cominuição para adequação de granulometria. Analisando os resultados, constatou-se que este rejeito satisfaz as especificações para ser utilizado como potencial carga mineral, devido à alta porcentagem de sílica e alumina e enquadramento abaixo de 0,045mm após moagem, características estas semelhantes à de cargas já utilizadas no mercado. Desta maneira, essa possível reutilização pode contribuir de forma significativa para a gestão dos resíduos sólidos na mineração e minimização dos impactos ambientais.


Palavras-chave


Ardósia. Rejeito. Cargas Minerais. Impacto ambiental. Reutilização.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.14295/holos.v19i2.12320

Creative Commons License
HOLOS ENVIRONMENT, Rio Claro, SP, Brasil - - - eISSN (eletrônico): 1519-8634 - - - está licenciada sob Licença Creative Commons

> > > > >
 




Filiado ao Portal de Periódicos CAPES



Filiada à Associação Brasileira de Editores Científicos a partir de 2010

 

Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia