Barragem do rio Todos os Santos no vale do Mucuri/MG: análise de rompimento para Teófilo Otoni

Alexandre Sylvio Vieira da Costa, Altamiro Junior Mendes Silva, Rodrigo Silva Colares

Resumo


Grandes obras da engenharia são projetadas para solucionar ou minimizar problemas. Neste trabalho é apresentado um estudo sobre a barragem que visa abastecer e satisfazer as necessidades da região, mas que podem gerar alguns transtornos caso o barramento se rompa. Desta forma a pesquisa avaliou as ondas de inundação provenientes do rompimento hipotético da barragem de Teófilo Otoni-MG. Para a realização deste estudo foi utilizado o método das características descrito por   Mascarenhas.  A vazão máxima de ruptura calculada resultou no valor de 5739,34 m³/s, utilizando o hidrograma triangular simplificado de ruptura. O tempo estimado de esvaziamento do reservatório é de aproximadamente 4.460,44 segundos (1,24 horas). Com base nos dados encontrados, percebemos que a sede municipal de Teófilo Otoni, situada a 15 km da barragem, seria atingida por um fenômeno de galgamento, cuja altura seria de aproximadamente três metros. Observa-se, neste desfecho, que os resultados obtidos no desenvolvimento dessa proposta de estudo, podem  ampliar  as  possibilidades  de  ações  relativas  à prevenção  de  catástrofes,  no  que  tange  à  construção, manutenção e rompimento involuntário de uma barragem de  contenção,  e  incentivar estratégias emergenciais  de  apoio,  em  caso  de  situações  de  risco iminente.


Palavras-chave


Rompimento. Barragem. Rio Todos os Santos. Alagamento.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.14295/holos.v19i4.12344

Creative Commons License
HOLOS ENVIRONMENT, Rio Claro, SP, Brasil - - - eISSN (eletrônico): 1519-8634 - - - está licenciada sob Licença Creative Commons

> > > > >
 




Filiado ao Portal de Periódicos CAPES



Filiada à Associação Brasileira de Editores Científicos a partir de 2010

 

Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia