Evolução do saneamento básico no sul do estado da Bahia, Brasil: análise comparativa estadual entre 2010 e 2018

Juliane Ferreira Caldeira, Davi Santiago Aquino

Resumo


O adequado acesso ao saneamento básico é condição essencial para saúde pública, bem estar social e desenvolvimento econômico. Este trabalho objetivou analisar a evolução entre os anos de 2010 e 2018 de aspectos relativos a saneamento básico no estado da Bahia e na região sul desse estado. Enquanto as populações do estado e da região cresceram 5,6% e 3,0%, respectivamente, os crescimentos da extensão de redes de distribuição de água potável e de coleta de esgotos domésticos variaram entre 13,5% e 86,4%, respectivamente. Todavia, os índices sanitários da região se apresentaram inferiores aos estaduais, para ambos os aspectos. Por outro lado, o investimento per capita de verba federal em saneamento na região sul foi superior à média estadual de 2010 a 2016, com gradativa diminuição dessa proporção desde 2012. Embora tanto o estado quanto a sua região sul tenha apresentado melhorias nos índices de saneamento no período estudado, seus valores mais recentes ainda são inferiores às médias nacionais. Assim, é necessário que haja a continuidade e a intensificação dos investimentos, não apenas de origem federal, para a garantia da universalização do saneamento, da dignidade humana e da saúde pública.


Palavras-chave


Abastecimento de água. Análise regional. Esgotamento sanitário. Investimento em saneamento. Políticas públicas.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.14295/holos.v20i4.12403

Creative Commons License
HOLOS ENVIRONMENT, Rio Claro, SP, Brasil - - - eISSN (eletrônico): 1519-8634 - - - está licenciada sob Licença Creative Commons

> > > > >
 




Filiado ao Portal de Periódicos CAPES



Filiada à Associação Brasileira de Editores Científicos a partir de 2010

 

Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia