Avaliação da eficiência de remoção de DQO, nitrogênio e fósforo no cotratamento de esgoto com lixiviado em sistema de lodos ativados

Gabriela Soares Ruiz, Sylvia Torrezan Tannuri, Cristiane Ribeiro Mauad, Simone Maria Ribas Vendramel, Diego Macedo Veneu

Resumo


O cotratamento de lixiviado de aterro sanitário e esgoto sanitário é uma possibilidade para o tratamento destes efluentes no Estado do Rio de Janeiro. Porém, tal combinação pode ser prejudicial ao funcionamento das estações de tratamento visto que as características físico-químicas do lixiviado podem influenciar negativamente a eficiência do sistema de tratamento de lodos ativados. Com isso, este trabalho busca identificar uma proporção segura de combinação de lixiviado/esgoto que permita ter uma boa eficiência no tratamento do efluente combinado e identificar possíveis alterações no comportamento da fase líquida e sólida do sistema. Para isso, foram realizados experimentos em batelada em escala de bancada levando em consideração uma idade do lodo de 30 dias e um tempo de detenção hidráulica de 24 h. Os experimentos foram conduzidos com concentrações crescentes de lixiviado no esgoto sanitário, nas proporções de 1,0; 2,5; 5,0 e 10%, assim como um experimento em branco, que consistiu no esgoto sem adição de lixiviado. Os parâmetros físico-químicos DQO, N-NH4+, N-NO2-, N-NO3- e P-PO43- foram avaliados ao longo do tempo.


Palavras-chave


Tratamento biológico. Esgoto. Lixiviado. Nutrientes.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.14295/holos.v22i1.12463

Creative Commons License
HOLOS ENVIRONMENT, Rio Claro, SP, Brasil - - - eISSN (eletrônico): 1519-8634 - - - está licenciada sob Licença Creative Commons

> > > > >
 




Filiado ao Portal de Periódicos CAPES



Filiada à Associação Brasileira de Editores Científicos a partir de 2010

 

Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia