TRATAMENTO DE EFLUENTES DE PESQUE-PAGUE EM SISTEMA CONSTRUÍDO DE ÁREAS ALAGADAS

Alison Lulu Bitar, Sâmia Maria Tauk-Tornisielo, Alexandre Augusto Oliveira Santos, Eleni Nadai Malagutti, Italo Macedo Silva

Resumo


O uso de projeto eficiente e de baixo custo vem sendo verificado intensamente na Europa e Estados Unidos através dos sistemas construídos de áreas alagadas “Constructed Wetland Systems - CWS” e gradativamente em outros países nas três últimas décadas. Considerando esta tendência, este estudo objetivou-se verificar a eficiência deste tipo de tratamento para efluentes de pesque-pague, localizados na bacia do rio Corumbataí. Foram construídos protótipos simulando Constructed wetlands systems (CWS) de fluxo subsuperficial horizontal e tempo de retenção hidráulica (TRH) constante em 2 dias, verificando sua eficiência com ou sem macrófitas aquáticas como Salvinia sp e Eichhornia crassipes e/ou com agregados e solo. Para simulação dos tanques de pesque-pague, foram criados peixes Tilápias do Nilo (Oreochromis niloticus) em tanque de 1.500 l e controlando determinados fatores ambientais. Foram usados três tratamentos diferentes com três réplicas cada um deles e analisados através de coletas periódicas. As maiores eficiências quanto à redução foram verificadas quanto alcalinidade total, nitrito, amônia, nitrogênio total, material em suspensão, demanda química de oxigênio (DQO), cor aparente e turbidez. Para melhor redução de fósforo há necessidade de maior controle dos fatores ambientais do sistema usado. O sistema de tratamento mais eficiente foi àquele contendo solo filtrante combinado com as macrófitas aquáticas.

Palavras-chave


Tratamento de efluente. Sistema construído de área alagada. Macrófitas aquáticas. Pesque-pague

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.14295/holos.v9i2.2122

Creative Commons License
HOLOS ENVIRONMENT, Rio Claro, SP, Brasil - - - eISSN (eletrônico): 1519-8634 - - - está licenciada sob Licença Creative Commons

> > > > >
 




Filiado ao Portal de Periódicos CAPES



Filiada à Associação Brasileira de Editores Científicos a partir de 2010

 

Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia