ENSAIOS TOXICOLÓGICOS COM SEMENTES PARA AVALIAÇÃO DE TRATAMENTO DO CHORUME POR FILTRAÇÃO LENTA E FOTOCATÁLISE

Núbia Natália Brito, Giovani Archanjo Brota, Eloisa Maria dos Santos, Noely Bochi Silva, Ronaldo Teixeira Pelegrini, José Euclides Stipp Paterniani

Resumo


Este trabalho teve como objetivo estudar as técnicas de Filtração Lenta seguida de Fotocatálise heterogênea (TiO2/UV) no tratamento de chorume proveniente do aterro sanitário da cidade de Limeira-SP. Foram empregados ensaios toxicológicos utilizando sementes de Abelmoschus esculentus L. (Quiabo); Lactuca sativa L. (Alface); Impatiens balsamina (Balsamina) e Celosia cristata (Crista-de-galo), para avaliar a eficiência do tratamento. Os ensaios toxicológicos demonstraram a possibilidade de utilização de maior concentração do chorume tratado na germinação das sementes, sendo que foi possível adicionar 96% de chorume para a germinação das sementes de quiabo, 30% para a alface, 54% para a dobrada sortida e 40% para germinação das sementes de flores crista de galo. Também foram observadas reduções dos valores de parâmetros de grande importância ambiental, tais como, coloração que apresentou reduções em torno de 76,42%, Carbono Orgânico Total (COT) 67,88%, fenóis totais 77,13% e nitrogênio amoniacal 34,63%. A metodologia de tratamento empregando Filtração Lenta e Fotocatálise demonstrou ser uma excelente opção de remediação de chorume.

Palavras-chave


Chorume; Aterro Sanitário; Fotocatálise; Toxicidade; Tratamento

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.14295/holos.v10i2.2469

Creative Commons License
HOLOS ENVIRONMENT, Rio Claro, SP, Brasil - - - eISSN (eletrônico): 1519-8634 - - - está licenciada sob Licença Creative Commons

> > > > >
 




Filiado ao Portal de Periódicos CAPES



Filiada à Associação Brasileira de Editores Científicos a partir de 2010

 

Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia