CARACTERIZAÇÃO DO RESÍDUO DE CONSTRUÇÃO E DEMOLIÇÃO (RCD) RECICLADO

Robson Willians Costa Silva, Sergio Arnosti Jr

Resumo


O desenvolvimento das cidades brasileiras aumenta o consumo de materiais de construção civil, conseqüentemente gerando grande quantidade de Resíduos de Construção e Demolição (RCD). Na cidade de Piracicaba, através da Empresa de Desenvolvimento Habitacional de Piracicaba (EMDHAP), o RCD está sendo reciclado e posteriormente utilizado na confecção de blocos e pisos para vedação, nas
aterragens e revestimento primário, em logradouros sem pavimentação, realizados pela prefeitura municipal. Mas inúmeras prefeituras e empresas privadas estão
utilizando o RCD reciclado, sem conhecer as suas propriedades físicas e principalmente químicas, bem como a sua classificação perante a norma regulamentadora a NBR 10004. O objetivo deste trabalho foi caracterizar o RCD
reciclado. Para tanto foram realizadas análises físicas e químicas através das quais constatou-se que o RCD reciclado tem potencial tecnológico para confecção de blocos de concreto, pisos, base e sub-base de pavimentação, etc., baixa variabilidade de suas propriedades físicas, devido às amostras serem obtidas após a etapa de homogeneização de cada lote, e no que diz respeito às propriedades químicas, o
resíduo apresentou grande variabilidade em alguns parâmetros. Quanto à classificação do RCD reciclado da EMDHAP é um resíduo Classe II A – não inerte, segundo a NBR 10004, (2004) e é um resíduo Classe II – não inerte, segundo a NBR 10004 (1987)

Palavras-chave


Resíduos de construção e demolição (RCD). Caracterização de resíduos. Resíduos sólidos.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.14295/holos.v5i2.319

Creative Commons License
HOLOS ENVIRONMENT, Rio Claro, SP, Brasil - - - eISSN (eletrônico): 1519-8634 - - - está licenciada sob Licença Creative Commons

> > > > >
 




Filiado ao Portal de Periódicos CAPES



Filiada à Associação Brasileira de Editores Científicos a partir de 2010

 

Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia