MELHORIA NA QUALIDADE DA ÁGUA PELA IMPLANTAÇÃO DE UM NOVO SISTEMA DE TRATAMENTO DE EFLUENTE INDUSTRIAL NA REFINARIA REPLAN/PETROBRAS

Arthur Wieczorek, Dejanira de Franceschi de Angelis, Luiz Tadeu Furlan, Bentaci Corrêa Jr

Resumo


As refinarias de petróleo utilizam diariamente grande quantidade de água nos processos de refino de óleo. Durante estes processos são geradas complexas misturas de substâncias químicas potencialmente poluidoras dos corpos hídricos. Para minimizar o efeito poluidor do efluente, em setembro de 2002, a Refinaria de Paulínia- REPLAN/PETROBRAS, implantou um novo sistema de tratamento baseado em processos biológicos de lodos ativados. Neste trabalho avaliou-se a qualidade do efluente gerado pela REPLAN/PETROBRAS e da água do Rio Atibaia,
receptor do efluente, nas fases pré e pós implantação do novo sistema. Foram coletadas amostras de água quinzenalmente, acima e abaixo do ponto de entrada do
efluente no rio, no período de julho de 2001 a março de 2003. Foram quantificados Oxigênio Dissolvido (OD), Demanda Bioquímica de Oxigênio (DBO) e Amônia
(NH3), assim como os parâmetros para o cálculo do Índice de Qualidade da Água (IQA), adotado pela Companhia de Tecnologia e Saneamento Ambiental - CETESB
(1987), para classificação desse ecossistema. Foi realizado um teste t para verificar a influência do novo sistema de tratamento sobre os parâmetros analisados do efluente,
comparando-se os períodos pré e pós-implantação. Os resultados demonstraram que o novo sistema de tratamento alterou os parâmetros analisados no sentido de melhoria
da qualidade da água do efluente. Os valores médios de OD passaram de 5,0 para 8,0 mg.L-1, DBO de 30,0 para 5,0 mg.L-1 de O2, NH3 de 29,7 para 0,47 mg.L-1, o IQA de
29 para 44, classificação ruim para regular, da fase pré para a fase pós-implantação do novo sistema. Este estudo demonstrou que este sistema, baseado no tratamento
biológico por lodos ativados, é mais eficiente que aquele anteriormente usado pela refinaria.

Palavras-chave


Refinaria de petróleo. Efluente industrial. Qualidade da água. Tratamento de efluentes. Índice de qualidade da água

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.14295/holos.v5i1.330

Creative Commons License
HOLOS ENVIRONMENT, Rio Claro, SP, Brasil - - - eISSN (eletrônico): 1519-8634 - - - está licenciada sob Licença Creative Commons

> > > > >
 




Filiado ao Portal de Periódicos CAPES



Filiada à Associação Brasileira de Editores Científicos a partir de 2010

 

Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia