ANÁLISE DA SUSCETIBILIDADE A ESCORREGAMENTOS NOS ENTORNOS DOS POLIDUTOS DE CUBATÃO-SP, ATRAVÉS DE TÉCNICAS DE INFORMAÇÃO GEOGRÁFICA

Carolina Monteiro de Carvalho, Paulina Setti Riedel

Resumo


Este trabalho utilizou técnicas de Sistemas de Informação Geográfica (SIGs), mais especificamente o modelo AHP (Analytical Hierarchy Process), para avaliar a suscetibilidade aos movimentos de massa nos entornos dos polidutos de Cubatão (SP).
Neste trecho da Serra do Mar, os principais movimentos de massa são os escorregamentos translacionais, devido às características geológicas e geomorfológicas presentes, aliadas à degradação da vegetação e à alta pluviosidade. Aspectos geológicos, geomorfológicos e de vegetação foram obtidos para a área de estudo, através de mapeamentos existentes, caracterizando os principais condicionantes do processo a ser analisado. Foram elaborados os mapas temáticos correspondentes aos condicionantes, que foram integrados em ambiente SIG, através do modelo AHP, que realiza uma soma ponderada dos condicionantes citados acima, atribuindo-se a eles pesos maiores ou menores, dependendo de sua influência na deflagração do processo em questão. O produto final foi uma Carta de Suscetibilidade aos Escorregamentos Translacionais, nos entornos dos polidutos de Cubatão, que possibilitou a análise da adequação dos métodos empregados, bem como da utilidade do mapa obtido na avaliação de áreas mais críticas nos dutos existentes e no planejamento de futuras malhas dutoviárias.

Palavras-chave


Movimentos de massa. Análise Hierárquica Ponderada. Meio-físico. Sistemas de Informação Geográfica

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.14295/holos.v4i2.348

Creative Commons License
HOLOS ENVIRONMENT, Rio Claro, SP, Brasil - - - eISSN (eletrônico): 1519-8634 - - - está licenciada sob Licença Creative Commons

> > > > >
 




Filiado ao Portal de Periódicos CAPES



Filiada à Associação Brasileira de Editores Científicos a partir de 2010

 

Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia