BIOMETANIZACIÓN DE RESIDUO SÓLIDO URBANO: ESCALA DE LABORATORIO Y PLANTA PILOTO

Tânia Forster Carneiro, Montserrat Perez Garcia, Luis Isidoro Romero García

Resumo


O objetivo geral deste trabalho foi estabelecer um protocolo apropriado para estudos de partida e estabilização de processos de biometanização de resíduos sólidos urbanos (RSU), sobre condições secas (20-30 sólidos totais) e termofílicas (55ºC de temperatura), e transferível à escala industrial. O primeiro estudo foi conduzido para desenvolver e aplicar as diferentes técnicas analíticas apropriadas à caracterização do RSU. O segundo estudo tinha o propósito de estudar os procedimentos específicos de partida e estabilização dos processos de digestão anaeróbia seca e termofílica, usando a tecnologia de reator agitado (5 litros de capacidade) e planta piloto. Os resultados do reator em escala de laboratório mostram rápida partida (20-30 dias) e apropriada atividade degradativa. O sistema opera de acordo com o protocolo utilizado. Finalmente no estudo de planta piloto os resultados indicam que, um reator em escala industrial utilizando a tecnologia de digestão anaeróbia seca e termofílica e 30% de inóculo com lodo mesofilico procedente de uma Estação de Tratamento de Águas Residuárias (EDAR) no tratamento de RSU, podem conseguir uma rápida partida e estabilização do sistema e alta biodegradação da matéria orgânica.

Palavras-chave


Biometanização. Termofílica. Lixo urbano. Metano. Biomassa.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.14295/holos.v7i1.978

Creative Commons License
HOLOS ENVIRONMENT, Rio Claro, SP, Brasil - - - eISSN (eletrônico): 1519-8634 - - - está licenciada sob Licença Creative Commons

> > > > >
 




Filiado ao Portal de Periódicos CAPES



Filiada à Associação Brasileira de Editores Científicos a partir de 2010

 

Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia