STRUTURA FUNCIONAL DE COMUNIDADES DE PLANTAS LENHOSAS ARBÓREAS-ARBUSTIVAS EM DIFERENTES CONDIÇÕES DE PRECIPITAÇÃO NA CAATINGA, NORDESTE DO BRASIL

Madson Antonio Benjamin Freitas

Resumo


O pool regional de espécies da caatinga pode ser afetado principalmente pelo gradiente de precipitação que modifica estratégias ecológicas de assembleias de plantas, podendo auxiliar na previsão de mudanças climáticas globais sobretudo sob extremos sazonais de precipitação e seca. Neste trabalho avaliei a composição funcional de comunidades em um gradiente de precipitação (ambientes com alta, média e baixa precipitação anual) no Parque Nacional do Catimbau, utilizando três parcelas de 10 m x 20 m em cada nível. Eu registrei e generalizei todos os indivíduos com DAP> 3 cm, amostrando três indivíduos por morfoespécie para mensuração de atributos associados a estratégias de economia de recursos. Comparei a média ponderada (CWM) de cada atributo entre os tratamentos por meio de uma ANOVA. A espessura foliar foi o único atributo que diferiu entre os tratamentos, o que pode ser atribuído à fenologia que altera padrões temporais de senescência foliar refletidos nas estratégias de espécies perenifólias da Caatinga. 


Texto completo:

PDF


Creative Commons License
HOLOS ENVIRONMENT, Rio Claro, SP, Brasil - - - eISSN (eletrônico): 1519-8634 - - - está licenciada sob Licença Creative Commons

> > > > >
 




Filiado ao Portal de Periódicos CAPES



Filiada à Associação Brasileira de Editores Científicos a partir de 2010

 

Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia