GERAÇÃO, COLETA E IMPACTO DOS RESÍDUOS SÓLIDOS PRODUZIDOS NO CARNAVAL DE RECIFE

Francis Soares Gomes, Ligia Maria Pereira Lima, Liana de Melo e Silva Sampaio Lins, Thiago Henrique Napoleão, Nataly Diniz de Lima Santos, Simão Dias Vasconcelos

Resumo


A geração excessiva de resíduos sólidos urbanos é um dos problemas ambientais mais críticos das grandes cidades brasileiras. Em períodos de intensa atividade turística, como o Carnaval, há uma sobrecarga na produção de resíduos sólidos, podendo causar impacto ambiental considerável no solo e nos rios. Este trabalho visou investigar o impacto do Carnaval de Recife na geração, coleta e destinação de resíduos sólidos, mediante a análise de documentos e relatórios produzidos pela prefeitura local. Adicionalmente, foi feito um registro fotográfico dos resíduos acumulados nas ruas durante o Carnaval. De 2004 a 2006, foram recolhidas, em média, 395 toneladas de resíduos sólidos durante o Carnaval. Observou-se que, durante os eventos, uma maior quantidade de lixo foi jogada nas ruas e no Rio Capibaribe, o que reflete a falta de conscientização da população. Notou-se também um aumento de 43%, entre 2005 e 2006, na captação do material reciclável descartado no Carnaval. O aumento na produção de resíduos sólidos durante o Carnaval e a falta de uma postura conservacionista da população ressaltam a necessidade se promover campanhas de educação ambiental, mais agressivas visando à redução na produção de resíduos sólidos, especialmente em períodos festivos.

Palavras-chave


Lixo. Reciclagem. Educação ambiental. Limpeza urbana. Poluição.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.14295/holos.v7i2.1379

Creative Commons License
HOLOS ENVIRONMENT, Rio Claro, SP, Brasil - - - eISSN (eletrônico): 1519-8634 - - - está licenciada sob Licença Creative Commons

> > > > >
 




Filiado ao Portal de Periódicos CAPES



Filiada à Associação Brasileira de Editores Científicos a partir de 2010

 

Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia