AVALIAÇÄO DA QUALIDADE DA ÁGUA NA MICROBACIA DO CÓRREGO CAMPESTRE NO MUNICIPIO DE LINS (SP)

Leandro Pereira Cuelbas, Sérgio Luís de Carvalho

Resumo


O trabalho teve como objetivo proceder à avaliação da qualidade da água na Microbacia Hidrográfica do Córrego Campestre, Município Lins, Estado de São Paulo, no período de março a dezembro de 2002, e o seu estado de degradação. Foram coletadas amostras de água em sete pontos da Microbacia e realizados ensaios de parâmetros físico-químicos e biológicos. A partir dos resultados do Índice de Qualidade de Água (IQA) e das análises de correlação e sazonalidade dos parâmetros físicos, químicos e biológicos combinados com levantamentos de campo, constatou-se que as atividades antrópicas provocaram a elevação dos teores de nutrientes (fósforo e nitrogênio) e aumento dos níveis de concentrações de coliformes fecais, principalmente nos pontos de coleta que ficam dentro do perímetro urbano, onde se encontram prováveis lançamentos de esgotos clandestinos contribuindo para a degradação da microbacia estudada.

Palavras-chave


Microbacia; Qualidade da Água; Degradação Ambiental; Parâmetros Físico-químicos e Biológicos

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.14295/holos.v9i1.3473

Creative Commons License
HOLOS ENVIRONMENT, Rio Claro, SP, Brasil - - - eISSN (eletrônico): 1519-8634 - - - está licenciada sob Licença Creative Commons

> > > > >
 




Filiado ao Portal de Periódicos CAPES



Filiada à Associação Brasileira de Editores Científicos a partir de 2010

 

Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia