TECNOLOGIA DE BAIXO CUSTO PARA CARACTERIZAÇÃO DE ÁREAS DESTINADAS À DISPOSIÇÃO DE RESÍDUO SÓLIDO URBANO EM PEQUENOS MUNICÍPIOS.

José Augusto de Lollo, Dib Gebara

Resumo


As exigências de ordem técnica, social e legal relacionadas à seleção de locais apropriados à disposição de resíduo sólido urbano tem tornado a seleção destas áreas extremamente difícil especialmente em pequenos municípios brasileiros, uma vez que tais localidades não dispõem dos recursos apropriados para o bom desenvolvimentos desta atividade. Apesar da existência da legislação e material informativo com
recomendações técnicas sobre o assunto as prefeituras brasileiras, especialmente em pequenos municípios, não possuem os recursos técnicos, financeiros e de pessoal
necessários para executar este trabalho. Em função destas dificuldades é comum que a administração urbana defina locais para disposição de resíduos sólidos sem qualquer
critério técnico criando condições de sérios riscos ambientais. Em situações como esta, os técnicos chamados a analisar as propostas de ocupação destas áreas têm a necessidade de
definir, sem as informações técnicas necessárias, critérios de uso e soluções tecnológicas para ocupação destas áreas. O presente artigo descreve as características deste problema e
sugere uma metodologia de avaliação de áreas destinadas a esta finalidade, acompanhada do estudo de caso de dois municípios. A proposta envolve avaliação das condições do
subsolo através de técnicas simples e baratas de investigação para que se obtenha o conjunto de informações necessárias. Os dois estudos de caso apresentados mostram que a técnica proposta é viável e provê os interessados de estudos que permitem a adoção de métodos construtivos e técnicas de disposição dos resíduos.

Palavras-chave


Resíduo Sólido Urbano; Aterro Sanitário; Disposição de Lixo; Lixo.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.14295/holos.v1i2.1622

Creative Commons License
HOLOS ENVIRONMENT, Rio Claro, SP, Brasil - - - eISSN (eletrônico): 1519-8634 - - - está licenciada sob Licença Creative Commons

> > > > >
 




Filiado ao Portal de Periódicos CAPES



Filiada à Associação Brasileira de Editores Científicos a partir de 2010

 

Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia